ou Acessar

Destaque
Outras Notícias

Notícias | INFORMAÇÃO

COMO RECUPERAR CLIENTES INATIVOS

CONFIRA!

Notícias | INFORMAÇÃO

HARUO HAYASHIDA

Deixa uma linda história..

Notícias | CURSO

O FATOR NPS

CONFIRA!

Notícias | INFORMAÇÃO

LGPD: sua empresa já tem um DPO?

Saiba Mais

Notícias | INFORMAÇÃO

13/07/2021

O que pensa Mauricio Benvenutti, um dos rostos da inovação brasileira

Excelente matéria para refletir!

Fundador da StartSe, plataforma que conecta empreendedores, investidores e mentores, o empresário ajudou a XP Investimentos a se tornar um dos maiores grupos financeiros do Brasil. Empreender, na opinião de Mauricio Benvenutti, sócio da StartSe, é buscar soluções e causar impacto positivo na vida das pessoas. Uma capacidade que acredita ser comum a qualquer pessoa que se sujeite a estudar, treinar, errar, se avaliar, corrigir, tentar novamente, praticar mais um pouco até que, finalmente, alcance um resultado. Apesar de jovem, Benvenutti já trilhou esse caminho algumas vezes - uma dessas oportunidades o levou a StartSe, plataforma gerida por ele que conecta empreendedores, investidores e mentores. Formado em Tecnologia da Informação, chegou ao que parecia ser o auge de sua carreira aos 26 anos. Levava uma vida financeira confortável, porém, profissionalmente, muito conveniente - um comodismo que incomodava. Foi nesta época que conheceu os fundadores da XP Investimentos (Guilherme Benchimol e Marcelo Maisonnave), e largou tudo para fazer parte do negócio que começava a se expandir. Uma transição que o fez viajar o país para ajudar a empresa a se tornar um dos maiores grupos financeiros do Brasil. "Achei que já sabia tudo" - Oito anos depois (em 2015), decidiu mudar a rota novamente e se mudou para o Vale do Silício, na Califórnia, nos Estados Unidos. Considerando sua formação e a participação em boas empresas, o empresário estava pronto para ensinar. Mas, na verdade, descobriu que existiam outras formas de gerir uma empresa. Hoje, Benvenutti está entre os principais nomes da inovação brasileira e recebe grupos de empresários brasileiros que vão em missão para o Vale do Silício em busca de informação qualificada. Na última quinta-feira (8/7), Benvenutti compartilhou sua trajetória com os integrantes do Fórum de Jovens Empreendedores (FJE) da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). "Dá pra fazer muita coisa de um jeito diferente" - Morando no berço de empresas como Apple, Airbnb, Netflix, Uber, Tesla, Google e Facebook, o empresário mentora desde startups até gigantes estabelecidas. Seu papel é fazê-las desbravar seus próprios limites para inovar. Em um cenário com mudanças tão aceleradas, o empresário acredita que as oportunidades se ampliam. Ele cita as revoluções feitas pelos aplicativos de corrida, como o Uber e o Cabify, que questionam as leis de transporte impostas há décadas. Cita também as moedas virtuais, que movimentam o mercado financeiro, e startups que superam multinacionais. “Já pagamos R$ 15 por um CD com 20 músicas. Hoje, com o mesmo valor acessamos milhões de músicas pelo Spotify”, diz. "O Spotify fez com que a indústria musical, que estava em crise, voltasse a lucrar - oportunidades facilitadas pelo acesso às tecnologias e à educação". "Simplicidade é uma forma objetiva de se viver" - Segundo o empresário, quem frequenta ou conhece o Vale do Sílicio se choca com a simplicidade do lugar por se tratar de uma das regiões mais ricas do planeta. Um estudo de 2015 da Forbes mostrava que dos 800 mil habitantes desta pequena região da Califórnia, 120 mil eram considerados milionários. E mesmo assim, Benvenutti diz que isso não se vê nos carros ou nas casas das pessoas. A simplicidade se repete, sobretudo, nas relações profissionais e na forma de conduzir o trabalho, de forma mais objetiva e direta. "A educação é o único antídoto para reverter os efeitos do atual mundo imediatista" - Tomando como exemplo uma recente pesquisa da Deloitte sobre Tendências Globais de Capital Humano, que cita que a vida útil de um conhecimento adquirido antes chegava a 15 anos, e hoje se restringe a cinco anos, Benevenutti diz ter o hábito de estudar uma hora por dia. Assuntos que são importantes para qualquer profissão já não estão mais restritos a salas das universidades. Antigamente, as famílias mais privilegiadas mandavam seus filhos estudar fora do Brasil. Com a melhora das instituições nacionais, passaram a investir nas melhores faculdades. Hoje, o conhecimento está disponível a todos, argumenta o empresário. “Mais de 80% do conteúdo da especialização que fiz em Berkeley – uma das universidades mais renomadas americanas – está acessível na internet”, diz. "Não é a tecnologia que faz uma empresa. São as pessoas" - Dando o Vale do Silício como exemplo, o especialista destaca que aquele lugar é feito de gente. E esse é o principal motivo que faz as empresas terem sucesso nesse processo de transformação digital. Para Benevenutti, qualquer ambiente que envolva transformação está baseado na transformação do indivíduo e é nisso que se baseia uma boa equipe. Ele enfatiza que ao mesmo tempo em que a tecnologia tem forçado as organizações a remodelarem postos de trabalho e funções, houve também um resgate das habilidades humanas. Empatia, inteligência emocional, sociabilidade, capacidade de enxergar o contexto e identificar rapidamente os problemas enfrentados pelos negócios são competências desejadas. Benvenutti é autor dos best sellers Incansáveis, Audaz e Desobedeça.

Compartilhe

CAEM Congresso Nacional CAEM Notícias Agenda Classificados Professores Revista No Tom Loja Parceiros Contato
Tel.: (11) 3862-5376
Email: caem@escolasdemusica.com.br
CAIXA POSTAL: 61060 - SP/SP - CEP 05001-970 Todos os direitos reservados para Escolasdemusica.com.br © 2021